Lucro Presumido: tudo o que você precisa saber

lucro presumido

Lucro Presumido: tudo o que você precisa saber

A escolha do regime tributário é algo muito importante para as empresas, tendo em vista que um passo em falso pode representar o recolhimento de impostos desnecessários. O lucro presumido é uma das opções mais viáveis para alguns tipos de negócios.

Neste artigo, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o regime e tirar as suas dúvidas. Confira:

 

O que é o lucro presumido?

O lucro presumido é um regime tributário em que a empresa faz uma apuração do seu Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) de forma simplificada, assim como a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

Dessa forma, se presume qual é o lucro da empresa, em vez de apresentá-lo em sua totalidade, como acontece com quem opta pelo regime do Lucro Real.

Para que as organizações se enquadrem no lucro presumido, o faturamento não deve exceder R$78 milhões por ano. Já ramos específicos, como bancos e empresas públicas, não podem escolher essa modalidade.

 

Quais são as obrigações acessórias no lucro presumido?

Ao contrário do que acontece no simples nacional, em que é preciso pagar apenas um boleto mensal (DAS), no lucro presumido você paga as guias avulsas como: IRPJ,CSLL,PIS,COFINS,ICMS, ICMS ST e entre outros impostos.

Além disso, é preciso que a pessoa tenha um certificado digital para entregar os documentos fiscais. A listagem com tudo o que deve ser separado pela contabilidade das empresas neste regime tributário são:

  • Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF);
  • Transmissão das informações do IRPJ e da CSLL;
  • Notas fiscais dos produtos ou serviços;
  • Escrituração Contábil Digital (ECD);
  • Escrituração Contábil Fiscal (ECF);
  • Escrituração Fiscal Digital (EFD);
  • Sped ICMS IPI (SPED)
  • Guia Nacional de Informação e Apuração do ICMS Substituição Tributá​ria (GIA) e
  • Declaração do Imposto Sobre Serviços (ISS), de 2,5 a 5%.

Leia também:Planejamento tributário: por que ele é tão importante?

 

Quais são as vantagens do lucro presumido?

Optar pelo lucro presumido pode ser bem vantajoso para boa parte das empresas. Entre os principais benefícios desse regime tributário, destacamos os seguintes:

  • Economia de impostos, no caso de o percentual de isenção ser menor que o lucro da empresa;
  • Menor necessidade de realizar cálculos complexos;
  • Tem poucas restrições para quem deseja fazer parte do regime;
  • Alíquotas menores para PIS e COFINS.

E as desvantagens?

Porém, nem sempre esse regime é vantajoso! Ele também pode apresentar desvantagens, tais como:

  • Pagamento de mais impostos do que deveria, caso tenha  margem de lucro menor que a presunção;
  • Os impostos precisam ser recolhidos separadamente, em um documento diferente para cada um
  • Possibilidade de a presunção ser muito alta e incompatível com a realidade; e
  • Valor alto de INSS sobre a folha de pagamento (20%).

Como é possível notar, o lucro presumido pode ser ideal para uma empresa, enquanto para outra não é muito interessante. Por isso, contar com um parceiro estratégico para fazer a sua contabilidade é essencial. Esse profissional está apto a analisar o contexto da sua organização, o histórico, segmento, detalhes da gestão administrativa e tributária, entre outros. Assim, ele poderá indicar a melhor opção!

A boa notícia é que você pode ter esse e outros serviços totalmente online. Saiba mais sobre o assunto em nosso artigo que fala sobre a contabilidade digital.

 

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Share This
WhatsApp Icone